10 regras para manter a disciplina num clube de futebol

No futebol moderno, totalmente profissionalizado, tudo é planeado de forma pormenorizada e toda a atividade dos jogadores é tratada de forma quase cientifica com vista a um rendimento desportivo máximo.

Neste contexto de rigor, a disciplina acaba por assumir um papel fundamental; sem disciplina todo planeamento acaba por ruir e a desorganização instala-se, com evidentes resultados negativos. Neste texto indicamos 10 vetores em que a disciplina é essencial, ou seja, dez regras para manter a disciplina num clube de futebol.

1. Autoridade reconhecida ao treinador

O técnico principal deve ser a máxima autoridade no grupo de trabalho. Por mais democrática que seja a forma de tomar decisões no seio do clube, a voz do treinador deve ser sempre a voz de comando e a sua autoridade deve ser encarada como inquestionável.

2. Consonância de pontos de vista entre técnicos e dirigentes

As estruturas de poder de um clube devem dar um exemplo de ordem e disciplina. Assim, nenhuma decisão importante deve ser tomada sem que as cúpulas dirigentes e técnicas assumam posições concordantes.

3. Existência de um Regulamento Interno

Todas as regulamentações a nível disciplinar devem estar escritas num regulamento ao qual se devem sujeitar todos os membros do grupo; esse regulamento deve funcionar como um código de conduta e a desobediência aos seus ditames deve ser punida de forma exemplar.

4. Autoridade dos capitães de equipa

Para além das estruturas de cúpula, os jogadores devem prestar obediência aos capitães de equipa; estes devem funcionar como exemplos de conduta e todo o seu comportamento deve ser exemplar.

5. Existência de uma hierarquia entre os atletas

Para além dos capitães, os atletas mais antigos no clube devem ser os transmissores daquilo a que se chama “mística” do clube e de todo um conjunto de regras a serem inculcadas nos jogadores mais jovens.

6. Que todas as regras sejam aceites pelos atletas

Para que qualquer grupo humano funcione corretamente e de forma pacífica é fundamental que as regras sejam justas, para que possam ser pacificamente aceites por todas. Portanto, a disciplina exige transparência, equidade e justiça.

7. Que não se abram exceções quanto às punições por incumprimento

Sempre que algum atleta aja de forma incongruente com os regulamentos, a punição deve ser aplicada com os regulamentos, sem abrir exceções. Tais exceções funcionarão como precedentes para futuros problemas de desobediência.

8. Promoção de ações de convívio e de vida social no grupo

A disciplina não deve ser imposta mas sim aceite de livre vontade. Para que isso aconteça é preciso que o grupo tenha laços de solidariedade e mesmo de amizade entre os seus membros. Para isso, é necessário promover ações de confraternização e todo o tipo de iniciativas que reforce tais laços.

9. Recurso à descriminação positiva

Compensações pelo comportamento disciplinado. Mais do que castigar o incumprimento, deve premiar-se o bom exemplo. Os atletas mais disciplinados, ao serem premiados, funcionarão como elementos dissuasores de problemas do foro disciplinar.

10. Incremento da disciplina desde os escalões mais jovens

O clube deve promover um ambiente de disciplina desde os escalões mais jovens; dessa forma, quando os atletas chegarem ao escalão sénior será muito mais fácil prevenir tais problemas.

A sua votação: 
0
Sem votos