As principais mais-valias de ter um jogador veterano

Os plantéis dos clubes de futebol devem ser compostos não só por jogadores jovens e na plenitude das suas capacidades futebolísticas, mas também por jogadores cuja veterania é uma mais-valia, principalmente pela experiência que demonstram em várias situações decorrentes da temporada futebolística.

Jogador veterano

De facto, os treinadores não abdicam de ter no seu plantel o equilíbrio entre a juventude e a experiência, que é primordial na busca dos objetivos que o clube terá, principalmente no que diz respeito à conquista de títulos. Assim sendo, destacam-se alguns aspetos que retratam as mais-valias de ter um jogador veterano no plantel de um clube de futebol. São elas:

1. Lidar com a pressão

Quando os resultados da equipa não são os melhores e se criam situações de grande pressão sobre os jogadores, a existência de jogadores veteranos no plantel acaba por ser uma mais-valia. Eles terão a experiência necessária para manter a disciplina no clube, no sentido de a equipa poder sair mais rapidamente da situação negativa em que se encontra.

2. Transmissão da mística do clube

Os jogadores mais experientes, isto é, os que têm mais anos de casa e que estão mais perto da idade da “reforma”, são os que estão em melhores condições de transmitir a mística do clube aos mais novos, sejam eles oriundos da formação ou jogadores que acabaram por chegar ao clube. Este aspeto é de facto importante, pois os clubes deixaram de ter os jogadores com “amor à camisola”, sendo de alguma forma raro, aquele jogador que permanece no clube e acaba a sua carreira nesse mesmo clube, e que conhece a sua verdadeira mística.

3. Controle do jogo

Muitas vezes, em situações do próprio jogo, o treinador sente que a equipa não consegue circular a bola e fazer o seu jogo e, com isso, sofre uma forte pressão por parte do adversário. Nesse momento, uma das funções do treinador passa por recorrer a jogadores com alguma experiência, no sentido de voltar a reequilibrar o jogo e dar confiança à equipa. Os jogadores veteranos têm essa capacidade e conseguem controlar todos os momentos de jogo.

4. Menor percentagem de erros

Um veterano na equipa é já um jogador plenamente formado, no que diz respeito às suas qualidades futebolísticas. Esta maturidade faz com que a sua percentagem de erro seja menor, principalmente em questões técnico táticas, transmitindo sempre alguma segurança, não só aos seus colegas de equipa, como também ao treinador e adeptos do clube.

5. Ligação ao clube

O jogador veterano poderá ser um exemplo a seguir, principalmente na sua dedicação e entrega, estando desta forma mais ligado ao clube. Muitas vezes toda esta dedicação é compensada com a sua permanência no clube após finalizar a sua carreira futebolística, assumindo novas funções, que conferem ao clube a certeza de estarem a apostar em alguém que continuará a entregar-se de corpo e alma ao seu clube.

6. Proximidade com os adeptos

Os adeptos apoiam sempre alguém que dá tudo pelo clube. E de facto, o jogador veterano tem todas essas características, principalmente aquele que já está há muitos anos no clube. Assim, há uma grande possibilidade de haver uma empatia e proximidade dos adeptos com jogadores deste género.

7. Capacidade de liderança

Os capitães de equipa são, normalmente, jogadores já com alguma experiência e veterania no clube. Esta situação é justificada muitas vezes pela capacidade de liderança que demonstram em várias situações, sejam elas no jogo propriamente dito ou em alturas em que é necessário unir todo o grupo em volta do mesmo objetivo. Nos clubes de referência, esse objetivo passará por disputar títulos; nos clubes mais modestos, a manutenção na liga principal.

A sua votação: 
0
Sem votos